Minhas Publica√ß√Ķes (Ensaios Liter√°rios)


A Diabólica poética simbólica do Ex-estranho Leminski
Estudo livre sobre a poesia de Leminski.
A tese do Riobaldo
N√£o percebes em que dificuldades o n√£o-ser coloca mesmo a quem o refuta, de modo que tentar refut√°-lo √© cair em inevit√°veis contradi√ß√Ķes?
A transcriação da criação do mundo
Análise da tradução do capítulo 1 do Gênese.
ACAREAÇÃO ROMANESCA

Neste texto, em forma epistolar, sem pretens√Ķes acad√™micas, cotejo tr√™s romances considerados os marcos do s√©culo XX - Ulysses, Em busca do tempo perdido, A montanha m√°gica - e Grande Sert√£o: Veredas. O estilo epistolar √© exatamente porque se trata de uma carta a meus amigos que alegam n√£o gostar ou n√£o conseguir ler Grande Sert√£o e o que quero demonstrar √© que, comparado com os outros, ele √© perfeitamente leg√≠vel, al√©m de poder ser considerado uma das maiores obras-primas liter√°rias do s√©culo XX.

AS MARGENS DA ALEGRIA
Resenha do conto de Guimar√£es Rosa
Mitos em "Viva o Povo Brasileiro"
Dissertação defendida no Mestrado de Estudos Literários da UFES sobre a mitologia presente no romance de João Ubaldo Ribeiro, "Viva o Povo Brasileiro".
O Olhar P(N)oético de Arnaldo Antunes
Ensaio sobre a postura poética de Arnaldo Antunes.